Um espaço aberto à opinião desde que respeite a opinião dos outros.

29
Out 07

 

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.


Sophia de Mello Breyner

publicado por . às 19:36

Que bom reler Sophia de Mello Breyner.
Um pouco de Poesia sabe bem a qualquer hora do dia ou da noite. Obrigada :)
Um bem-haja especial pelo link para o "revisitar a educação".
E para finalizar, parabéns pelo novo visual desta página. Gostei particularmente das espigas... faz-me viajar mais depressa à minha terrinha natal.
Fátima André a 29 de Outubro de 2007 às 21:00

A nota das espigas era só para o outro blog, aqui fica muito bem o mármore :)
Fátima André a 29 de Outubro de 2007 às 22:41

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.