Um espaço aberto à opinião desde que respeite a opinião dos outros.

29
Jan 07

Boa tarde a todos os intervenientes do " à volta do rossio "
Como hoje temos a presença da Sr .ª Governadora Civil do Distrito de Évora , gostaria de colocar a seguinte questão :

Sendo a agua uma problemática para o Alentejo, gostaria de saber qual o ponto de situação em relação à construção da barragem de Veiros, obra estrutural de vital importância quer para a agricultura deste e de outros concelhos vizinhos, bem como para o abastecimento de agua ao concelho de Estremoz e servindo toda a bacia para repor inclusive a agua dos lençóis freáticos de Ana Loura, de referir que esta obra já esteve por  varias vezes em orçamento de estado e não observamos qualquer desfecho, para esta nossa necessidade.

 

A resposta da Sr. . ª Governadora Civil do Distrito de Évora

Bem, eu acho que não está tudo na mesma, nós o ano passado assistimos exactamente no dia 25 de Abril a um compromisso assumido pelo Sr. . Ministro do Ambiente em representação do  Sr. . Ministro da Agricultura de que iria ser prioritária a Barragem de Veiros.

Todos nos recordamos com certeza pelo menos aqueles que seguem mais atentamente as noticias que o Ministro da Agricultura no debate do Orçamento deste ano na Assembleia  da Républica referiu novamente que este ano de 2007 efectivamente seria o ano do lançamento da barragem de Veiros, eu estou convicta de que este ano nós iremos portanto ter efectivamente lançado o concurso da barragem de Veiros que espero se possa construir num espaço curto e quando se diz um espaço curto uma barragem sabemos sempre que são três quatro anos mas que efectivamente possa acontecer possa acontecer o concurso será um concurso de âmbito internacional como devem calcular face à dimensão da Barragem e teremos todos que continuar a acreditar que efectivamente será desta vez que a barragem de Veiros irá ser construída .

(texto integral da resposta à questão colocada pelo Estremoz em Debate ao  programa " à volta do rossio"  

Os estremocenses, vão esperar mais uns tempos para que esta promessa do tempo dos nossos avós, seja finalmente concretizada.

publicado por . às 00:32

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.