Um espaço aberto à opinião desde que respeite a opinião dos outros.

05
Jul 06

 

Amanhã poderá chegar a uma repartição da Administração Pública e encontrar a mesma fechada, devido à greve geral dos trabalhadores da Administração Pública, convocada pelos Sindicatos afectos às duas centrais sindicais CGTP-IN e UGT, esta greve vem na sequência da perda constante de direitos adquiridos aos longo de trinta anos, bem como contra a forma egocêntrica em que se encontra este governo, a negociar com as estruturas representativas dos trabalhadores.

O governo continua a insistir na culpabilização, dos trabalhadores da Administração Pública do deficit em que nos encontramos, estando a criar uma lei para a criação dos supranumerários , despedimentos e a criação de empregos precários .

Os trabalhadores da Administração Pública, estão em luta pela manutenção dos seus direitos como a ADSE, a aposentação , a regulamentação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco, pelas carreiras contra o congelamento dos escalões , por uma avaliação justa e sem quotas.

Esta arma que os trabalhadores têm para se fazer ouvir, é a única neste momento para a defesa dos seus direitos, pois o governo unilateralmente suspendeu as negociação com os sindicatos, violando desde normas da CEE, a determinações da OIT (Organização Internacional do Trabalho), bem como da legislação Portuguesa no que toca à negociação suplementar.

publicado por . às 00:01

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.