Um espaço aberto à opinião desde que respeite a opinião dos outros.

03
Abr 06

   

A Liga dos Combatentes, foi fundada por Portugueses que combateram na I Grande Guerra e participaram na Batalha de La Lys, em 9 de Abril de 1918, tendo já falecido a maioria destes combatentes, repousando os seus restos mortais em vários talhões, que a Liga dos Combatentes tem espalhados por cemitérios, de norte a sul de Portugal.

 A Liga dos Combatentes, entidade  a quem foi dada a honra de escolher o dia para as comemorações do Dia do Combatente, escolheu como data o dia 9 de Abril, estávamos no ano de 1987, como se costuma dizer juntou o útil ao agradável, já que nesse dia eram efectuadas as celebrações da Batalha de La Lys, foi decidido ainda, que estas comemorações eram estendidas a todos os que, de alguma forma, tinham participado na defesa de Portugal, independentemente da época ou lugar onde tivesse participado, nas campanhas das Forças Armadas Portuguesas.

Dia 9 de Abril, irão decorrer na cidade de Estremoz, as comemorações do Dia do Combatente, que terá a sua conclusão com o tradicional almoço convívio, onde marcará presença mais uma vez o  "Grão à combatente", a ser servido no Restaurante João do Cantinho, onde se entoará o Grito do Núcleo antes do repasto.

Alguns dados sobre a batalha:

 As condições foram-se agravando a tal ponto que o Comando do 1º Exército Britânico decidiu a rendição das tropas portuguesas por tropas britânicas, com o objectivo de permitir o descanso daquelas. É justamente no dia previsto para a rendição do CEP que se dá a ofensiva alemã e a Batalha do Lys, apanhando as forças portuguesas numa posição completamente desfavorável.

Com uma força de 20.000 homens ficou impotente viu-se impotente para aguentar o embate das 4 divisões alemães, do 6º exército, com cerca de 50.000 homens.As tropas portuguesas só em 4 horas de batalha perderam cerca de 7.500 homens entre mortos, feridos, desaparecidos e prisioneiros, ou seja mais de um terço dos efectivos.

Diversos foram os motivos que estavam por trás de tão estrondosa derrota, o desanimo das tropas, a falta de preparação militar, a não rendição das tropas por falta de barcos, as condições das próprias trincheiras, a moral do exercito era tão baixo que houve insubordinações, deserção e suicídios, tendo o exercito alemão melhor armamento quer em quantidade como em qualidade, e este ataque ocorre precisamente no dia em que as tropas portuguesas recebem ordens para se deslocarem para a retaguarda, todos estes factores junto levaram a que esta batalha não tivesse tido o melhor epilogo para as forças portuguesas.

Como nota de remate o comando do Corpo Expedicionário Português já tinha avisado o Governo Português das situações criticas que estavam a passar .

Esteve presente, nesta guerra ainda o Corpo de Artilharia Pesada Independente que, sendo menos famoso e ser em menor numero de militares, ficou sob o comando Francês, tendo operado artilharia super-pesada de caminho de ferro, com obuses de 320 mm, 240 mm e 190 mm.

(textos compilados de Wikipédia e Armada Portuguesa)

publicado por . às 16:36

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.