Um espaço aberto à opinião desde que respeite a opinião dos outros.

02
Mai 06

Foram atribuídos para os 982 agricultores do concelho de Estremoz alguns milhões de euros,  correspondentes à diversas medidas do FEOGA - Secção Garantia, tais como o Regime de Pagamento Único RPU ), Prémios e Ajudas aos Produtos Animais e Vegetais, Medidas Agro-Ambientais, Indemnizações Compensatórias, Restituições à Exportação, e outros, cujo pagamento foi efectuado pelo Instituto Nacional de Garantia Agrícola (INGA) no período de 01.03.2005 a 14.02.2006.

Olhando para este numero de agricultores, deduzimos que devemos ter uma agricultura bastante produtiva na região, pois os nossos agricultores são 7,3 % da população do concelho, para justificar os milhões que aqui foram atribuídos , só na letra S das sociedades e alguns agricultores (56), foram atribuídos qualquer coisa como um milhão Quinhentos e Noventa e Um mil euros, se a isto juntarmos a que recebeu o valor mais elevado, num montante de Quinhentos e Noventa e Quatro Mil euros, já ultrapassamos os dois milhões de euros só em 57 agricultores ou sociedades agrícolas, ainda falta contabilizar os subsídios atribuídos a 925 agricultores ou sociedades. Achei cómico o subsídio atribuído a um agricultor do nosso concelho, a módica quantia de 2€ e 97 cêntimos (será que deu para o papel?).

Este tema tem gerado muita polémica, mas um facto é que com a divulgação feita pelo ministério da agricultura, nós ficamos a saber quanto vem para a agricultura do nosso concelho e depois podemos observar, a sua aplicação.

Que vemos? Pousio e mais pousio, azeitona a apodrecer no chão, terras que não são semeadas, vemos assim uma agricultura decadente e cada vez menos produtiva. Será que o governo ao divulgar estes dados, está a pedir à sociedade que fiscalize a aplicação do nosso dinheiro dos impostos?

Ao passar a fronteira, vejo na agricultura espanhola produção intensiva, campos cultivados, em que hoje saíram da terra as batatas e amanhã, já está a terra a ser preparada para a plantação de tomate, poderiam o nossos agricultores, copiarem o exemplo do vizinho, em vez de estarem dependentes do subsidio.

Penso que o Governo Português à semelhança do seu congénere Espanhol, deveria dar subsídios à produção e não em relação ao espaço territorial ou numero de arvores (oliveiras)... Seria mais justo para quem de facto cultiva as terras, pois esses sim receberiam o justo valor compensatório do seu trabalho, enquanto os outros que não tinham produzido, nada receberiam, pois só o facto de ser proprietário, não bastaria para aferir do respectivo subsidio.

publicado por . às 20:18

Pois é! Pois é! O Webmaster tem toda a razão. Só falta uma pequena achega ao texto. Aí vai ela: - O Aparelho do Partido Socialista agora resolveu fazer esta divulgação (até à data tem estado no segredo dos Deuses) sabem porquê? Porque há neste momento contratos assinados com os agricultores que justos ou injustos , isso é outra questão, o Aparelho do Partido Socialista se recusa a cumprir. E isto tudo tem um nome pulhice!
AJPM a 2 de Maio de 2006 às 22:19

correio para mim, é aqui ADVALOREM ALENTEJANICES ALENTEJO SAPIENTIA ALTO DA PRAÇA ANABELA SARAMAGO TEMPLO DO GIRALDO ARTESANATO MEU BLOG DE NOTAS JORNAL BRADOS DO ALENTEJO CANO ON LINE CARREIRAS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CIDADELA DE ESTREMOZ STAL ESTREMOZ SINTAP CLUBE DE FUTEBOL DE ESTREMOZ CLUBE DE FUTEBOL DE ESTREMOZ JORNAL ECOS ESTOU NA SESTA ESTREMOZ CULTURA ESTREMOZ EM DEBATE no Blogspot ESTREMOZ O FUTURO É HOJE ESTREMOZNET ESTREMOZ SOEIRO ETZ EVENTOS EU TU E O GADANHA GAMBUTAS TEAM GERAÇÃO XXI HOJE APITO EU HOQUEI JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA - ESTREMOZ JOSÉ GONÇALEZ JOSÉ GONÇALEZ JOSÉ GONÇALEZ JOSÉ GONÇALEZ KONTRA FACTOS E KONTRA FEITOS KRUZES KANHOTO 1 KRUZES KANHOTO 2 LOMOCLUBE DE ESTREMOZ MÃO NEGRA DE ESTREMOZ MÃO NEGRA DE ESTREMOZ O CASTELO NÃO FOGE PICALIMA PLANICÍE DOURADA REVISITAR A EDUCAÇÃO RADIOMODELISMO ESTREMOZ TORRE ESTREMOZ VEÍCULOS CLÁSSICOS ESTREMOZ ZÉ DE MELLO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA DECLARAÇÕES ELECTRÓNICAS DIÁRIO DA REPUBLICA ELECTRÓNICO GOVERNO PORTUGUÊS
arquivos